sexta-feira, 6 de julho de 2012

MITOLOGIA GREGA, ÉDIPO E JOCASTA

   Laio era o rei de Tebas; foi advertido por um oráculo que seu filho recém- nascido era um perigo ao seu trono. Deu ordens a um pastor, a fim de que o mesmo matasse seu filho. O pastor não matou o menino, pendurou-o pelos pés (daí o nome, pés distendidos), em uma árvore. A criança foi achado por um camponês, que o criou, dando-lhe o nome de Édipo, pés distendidos, como já falamos.
   Ao crescer, Édipo encontrou o rei de Tebas em uma estrada, o servo real matou o seu cavalo,Édipo, furioso, matou o rei e o seu servo, cumprindo a profecia.
    Depois deste fato, a cidade de Tebas estava sendo assolada por um monstro, a Esfingie, com uma parte de leão e outra de mulher. O monstro ficava na entrada da cidade e qualquer um que passasse tinha que desvendar um enigma. Édipo desvendou-o, e tornou-se rei de Tebas, casando com Jocasta sua mãe.
   A cidade foi alvo de uma peste que a assolava, oráculo falou que o mal era por causa de Édipo. Sabendo disso, Jocasta pôs fim a própria vida, e Édipo. louco, furou os olhos e fugiu de Tebas, acompanhado de sua filha Antígonas.
   para pensa ???????????
   Prof. José Costa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário